Como começar bem a sua apresentação em público

Por o 31 Maio 2016

Começar uma apresentação em público é o momento mais difícil porque é quando o nosso grau de ansiedade está no máximo. Perante os olhares da assistência, temos medo de gaguejar, de perder o fio condutor do nosso discurso e a atenção do público. A boa notícia é que poderá adotar uma técnica eficaz para começar bem a sua apresentação…


Como começar bem a sua apresentação em público

Começar uma apresentação em público é o momento mais difícil porque é quando o nosso grau de ansiedade está no máximo. Perante os olhares da assistência, temos medo de gaguejar, de perder o fio condutor do nosso discurso e a atenção do público. A boa notícia é que poderá adotar uma técnica eficaz para começar bem a sua apresentação: a técnica dos 6Ps.

Como são os primeiros momentos em que está em “palco”? Tem tendência a sentir alguma ansiedade? Como se manifesta o seu “medo” do palco? Num texto anterior partilhamos um conjunto de boas práticas para ajudar a controlar o “medo do palco”.

Os 6P de uma introdução eficaz

Os 6P podem ajudar a gerir a ansiedade inicial e as tensões que bloqueiam a comunicação nas apresentações em público. Assim, torna-se fundamental dar resposta aos 6P para iniciar bem a sua apresentação:

Porquê eu?

A resposta a esta pergunta permite comprovar, junto do público, a nossa legitimidade de orador. Se não nos conhecem, isto confirma-o e permite valorizar o compromisso, a motivação, o interesse do orador.

Se já nos conhecem, isto permite-lhe situar melhor a intervenção em relação às diferentes missões. Isto permite situar-se, mesmo que ache que todos sabem por que razão ali estamos.

Exemplo: “Na qualidade de gestor de projeto da plataforma informática X venho aqui para apresentar…”

 

Porquê este tema/assunto?

Pode parecer trivial mas a sua audiência poderá ter em mente mil e uma outras coisas antes de ir assistir à sua apresentação e convém relembrar o tema, salientando o seu interesse. O melhor é apresentar à sua audiência, de forma sumária, a resposta para responder à pergunta “de que vai falar?”. Trata-se de definir e enquadrar o tema da apresentação.

Exemplo: “Vim apresentar-lhes a minha ferramenta de apoio à venda.”

 

Porquê para si?

É a pergunta que permite salientar o interesse da audiência. Quanto mais as pessoas se sentirem diretamente envolvidas, mais se sentirão valorizadas. É importante demonstrar de que modo a apresentação vai interessar a audiência e relembre-a disso.

Exemplo: Vocês, comerciais, estarão diretamente envolvidos com esta aplicação revolucionária!

 

Porquê agora?

Prestamos mais atenção a algo que está a ser transmitido quando o timing é bem escolhido. Reenquadrar a apresentação num determinado projeto reforça a atenção da audiência.

Exemplo: Como vocês sabem, o Projeto X estará operacional em 3 semanas, e aproveito esta apresentação para o mostrar.

 

Para quê? Ou com que propósito?

Esta é a pergunta que condiciona toda a estrutura da apresentação e que coloca a audiência sob tensão, no sentido positivo do termo. Trata-se de explicitar sobre o que é esperado no final da apresentação.

Exemplo: O objetivo da minha apresentação é que no final sejam capazes de utilizar as principais funções do Equipamento X.

 

Plano: como se vai desenvolver?

O plano facilita a escuta e a memorização do que vai ser apresentado. Permite anunciar uma primeira vez o que vai ser dito e depois repetido na conclusão. Permite que o público acompanhe a progressão do discurso por etapas lógicas.

Exemplo: Para isso, vou apresentar de uma só vez, a Ferramenta X que tem interesse especialmente em termos de economia de tempo em comparação com o funcionamento atual. Em seguida, apresentarei as suas principais características, e, finalmente, passaremos para a parte prática: cada um vai testar a ferramenta.

 

O importante é incorporar todos estes elementos para que o seu discurso seja fluido e lhe permita ter controlo sobre a sua apresentação.

A eficácia das apresentações em público depende da utilização de boas práticas que podem ser aprendidas e treinadas. Veja aqui alguns conselhos que vão contribuir para o sucesso das suas apresentações.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe