Aprenda a motivar-se e a motivar os outros

Por o 4 Fevereiro 2019

O maior combustível para o ser humano alcançar o que deseja é a sua confiança e motivação. Com a mentalidade certa, conseguimos conquistar o mundo. Por outro lado, “andar” na vida desligado de tudo, sem qualquer vontade mental a “empurrar-nos” para a frente, deixa mais difícil a conquista dos objetivos.

Existem sempre aqueles dias em que, simplesmente, sem qualquer razão, não temos vontade para sair da cama. Seja porque temos à nossa frente um dia de trabalho exigente ou porque preferimos apenas ficar a descansar no conforto do nosso sofá. Existem também situações mais graves onde esta falta de vontade é já um problema recorrente.

 

 

Para ambas as situações, a motivação pode ser trabalhada.

Existem várias formas para o fazer. Uma delas é a ajuda profissional – o coaching é sempre uma boa opção. Por outro lado, existem várias técnicas que podem ser aplicadas em casa e que ajudam a encarar a vida de outra forma, com mais atitude e que tornam o alcance do sucesso mais fácil.

Foco nos seus objetivos

Um truque muito simples mas que realmente resulta, principalmente quando a cama está demasiado boa de manhã, é imaginar aquilo pelo qual estamos a lutar. Seja com muito dinheiro, num excelente cargo profissional ou com a nossa família feliz ao nosso lado, visualizar essa imagem na nossa cabeça todas as manhãs funciona como impulso para enfrentarmos o dia que se avizinha.

O foco nos nossos objetivos é, assim, muito importante não só pelo referido no parágrafo acima mas também porque mantém-nos concentrados naquilo que realmente importa e impede que nos distraiamos com situações sem relevância para a nossa felicidade.

Fugir à rotina

Por vezes, uma das razões para alguém ter pouca motivação é porque o seu quotidiano não é assim tão interessante. A verdade é que a rotina “casa-trabalho, trabalho-casa” é a pior inimiga para uma atitude motivada perante a vida, tanto por ser sempre a mesma coisa, tanto por não permitir que surja algo que agite o nosso dia.

Nesse sentido, é importante que se tente sempre fazer algo diferente, seja um simples café com os amigos, o que o ajudará a descomprimir do dia agitado de trabalho, ou inscrever-se numa atividade extra laboral. Estas ações, por mínimas que sejam, vão provocar uma alteração na rotina e trazer motivação por haver sempre algo diferente para fazer.

Estabelecer objetivos de curto prazo

Por vezes, a jornada para atingir os nossos objetivos acaba por se tornar frustrante. Estes, sendo grandes e de necessitarem de um maior empenho, demoram mais a concretizar-se e acabamos por nos fartar.
Nesse sentido, é vital estabelecer também metas mais rapidamente alcançáveis e fáceis de atingir. Esses objetivos de curto prazo vão manter-nos focados nos maiores e, ao mesmo tempo, motivar-nos com o sentimento de dever cumprido assim que os atingirmos.

Lutar contra a procrastinação

Como já referido, várias são as vezes que a vontade de ficar em casa sem fazer literalmente nada é muita. Apesar de ser algo que sabe bem, no fim sentimos que foi uma inutilidade pois afinal não fomos profícuos em nada.

É então importante que tentemos sempre fazer algo de útil. Seja uma tarefa simples como arrumar o quarto ou a casa, alterar o nosso currículo, iniciar uma atividade desportiva, dedicar-se ao voluntariado ou qualquer outra coisa que tenhamos em mente fazer, o que importa é no fim acharmos que, de alguma forma, fizemos algo útil.

Este método funciona também como um treino para habituar o nosso corpo e mente a sermos produtivos todos os dias.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC As 5 escolhas para uma produtividade extraordinária

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe