Vidas interrompidas ou novos rumos?

Por o 21 Abril 2020

Generalizando, podemos afirmar que “de um momento para o outro” a vida quotidiana, tal como a conhecíamos, transformou-se. Desapareceram rotinas diárias e semanais, rituais e celebrações foram adiados; as esferas pessoal, familiar, social e profissional foram abaladas. E agora, o que nos espera daqui por diante? Como podemos ser bem-sucedidos a fazer o que sempre fizemos, de forma completamente diferente?

Estas perguntas são apenas algumas das muitas que têm ocorrido/ainda ocorrem aos pensamentos de cada um de nós, nas conversas telefónicas, nas reflexões escritas, partilhadas ou não.

 

 

Em épocas de crise as pessoas ficam mais vulneráveis por terem de lidar com a frustração e a incerteza.

A primeira, é consequência da identificação dos obstáculos e da perceção do seu gigantismo. A segunda, vem com o desconhecimento do que existe, mas não se vê e de um futuro que se desconhece a data em que irá começar.

No entanto, é nas situações muito difíceis, traumáticas, catastróficas, que a resiliência se manifesta; porque é nestas circunstâncias que sentimos necessidade de identificar recursos, repensar a sua utilização e mobilizar a criatividade para os rentabilizarmos de forma mais plena e produtiva. Será que o estamos a fazer? E conseguimos ser produtivos? Olhamos para a experiência de vida que estamos a ter e o que vemos: o copo está meio-cheio ou meio-vazio?

A resiliência mobiliza um conjunto de competências e promove aprendizagens, que nos ajudam a reinventar, descobrir e ir por novos caminhos, com um sorriso e de cabeça levantada.

No momento atual, cada pessoa pode pensar um pouco mais sobre si própria.

E você, continua a fazer o que pensa que os outros esperam de si, ou está a dedicar-se a alguns dos seus sonhos adiados – “um dia, quando tiver tempo, vou dedicar-me a …”?

 

 

Se quiser refletir sobre estas e outras questões relacionadas com a resiliência pessoal venha assistir ao Webinar “PERSONAL RESILIENCY: COMO TORNAR-SE MAIS RESILIENTE NUMA CRISE”

 

Vivemos momentos atípicos, onde somos confrontados com a necessidade de conciliar as nossas exigências profissionais e familiares 24 horas por dia no seio dos nossos lares, num contexto socioeconómico de grande adversidade e incerteza. Logo, o contexto em que vivemos conduz-nos e solicita-nos a agir de formas diferentes dos nossos padrões habituais, para obtermos resultados de superação da crise, ou seja, exige-nos uma capacidade de resiliência que poucas experiências anteriores terão exigido!

A verdade é que todos nós somos resilientes, ainda que uns mais do que outros, mas neste momento todos temos de o ser se queremos ser bem-sucedidos. Por isso, preparámos este webinar onde iremos ajudá-lo a identificar o que é a resiliência e quais os recursos pessoais que deve ser capaz de mobilizar para melhor responder ao seu contexto pessoal e profissional, bem como ao cenário de crise que enfrentamos, e onde abordaremos diferentes estratégias que o ajudarão a manter a sua produtividade.

Neste webinar vamos abordar:

  • O que é/não é a resiliência (individual, coletiva e social);
  • Como podemos identificar a resiliência em nós próprios e nos outros;
  • Os pilares da resiliência que mais precisamos para superar uma crise;
  • Estratégias de atuação que facilitam mantermo-nos produtivos em situações adversas;
  • Como nos podemos fortalecer no após crise.

 

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Resiliência

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Avatar

Leonor Cavaleiro Desde 6 meses

Tema actual e muito importante no momento que vivemos e que temos que gerir e ultrapassar.

Resposta
Bruna Ferreira

Bruna Ferreira Desde 6 meses

Olá, Leonor Cavaleiro!
Muito obrigada pelo feedback tão positivo.
Concordamos inteiramente consigo. Como escreve a Alina Oliveira, “É nas situações muito difíceis, traumáticas, catastróficas, que a resiliência se manifesta; porque é nestas circunstâncias que sentimos necessidade de identificar recursos, repensar a sua utilização e mobilizar a criatividade para os rentabilizarmos de forma mais plena e produtiva”.
Esperamos que continue a acompanhar os artigos publicados aqui no Blog de Desenvolvimento Pessoal e Profissional. 🙂

Resposta

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe