Cultura de execução: saiba o que é e como criá-la

Por o 6 Novembro 2018

Existem dois importantes termos associados à liderança: visão e execução. Resumidamente, a visão é decidir o que se faz, enquanto que a execução é fazer com que aconteça. O presente artigo irá debruçar-se sobre o que significa uma cultura de execução e como o seu negócio, e equipa de trabalho, poderão crescer e beneficiar com tal conceito.

Não é necessário ser um especialista para facilmente perceber se um negócio dispõe de uma forte cultura de execução ou não. Alguns aspetos rapidamente denunciam se determinada empresa trabalha sob uma cultura de execução eficiente. Por exemplo, não é um bom sinal se, durante uma reunião de equipa, uma só pessoa conduzir uma apresentação enquanto os restantes assistem, em silêncio, sem colocar nenhuma questão ou sem se mostrarem curiosos sobre o assunto.

De igual modo, a ideia de cultura de execução aparentará não existir se, após a apresentação de um projeto, todos saírem da reunião sem uma clara perceção do que realmente acontecerá a seguir.

Promover uma cultura de execução

Um dos primeiros passos para ter uma cultura de execução é tornar as reuniões de trabalho objetivas, de duração curta e claras na mensagem que pretendem transmitir. Deverão ser conduzidas por membros da equipa capazes de destacar o que está a funcionar e o que não está. Por sua vez, os restantes ocupantes da sala devem participar e dar sugestões acerca do assunto.

Sob uma cultura de execução, todos os membros de equipa se sentem confortáveis para colocar questões ou debater uma ideia ou processo. Igualmente, todos compreendem, aquilo que foi discutido e apresentado em reunião. Quando uma cultura de execução é conseguida, verifica-se um alinhamento de objetivos corporativos, conduzindo ao sucesso do negócio.

Diferentes tipos de pressão

Existem dois tipos de pressão que um líder pode sentir: a negativa e a positiva. É essencial estar atento às diferentes pressões associadas ao negócio e compreender como afetam e influenciam a capacidade de atingir um objetivo.

Pressões negativas impedem uma empresa de, por vezes, prosseguir com o seu plano de ação porque criam na equipa uma sensação de falta de capacidade para lidar com determinado obstáculo. Perante isto, a empresa tende a desistir e nunca chega a determinado ponto desejado. Uma pressão positiva é decidir que a sua empresa e equipa irão prosseguir, independentemente dos obstáculos. Para o efeito, é importante que toda a equipa esteja alinhada numa só visão e objetivo. De igual modo, é essencial ter metas bem definidas, indicadores de performance claros e dispor de um plano de ação detalhado e compreendido por todos.

Uma cultura de execução começa no líder

Como esperar ter uma cultura de execução se o líder da empresa, ou o responsável por determinado projeto ou equipa, não tem, ele mesmo, uma atitude de execução?

Na implementação e partilha de uma cultura de execução, o gestor é crucial. Em particular, quanto à definição de uma visão, comum entre outros, e na preparação de um plano de ação comummente compreendido.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe