Estratégias para perder o medo de falar em público

Por o 5 Junho 2019

A evolução tecnológica habituou-nos a partilhar conteúdos e opiniões de forma frequente via e-mail, comentário, fotografia, mensagem, entre outros formatos que não precisam mais do que um computador ou dispositivo móvel. Mas será que, quando não existe um ecrã, a capacidade de partilha presencial ou diante de um grande número de pessoas se mantém com a mesma simplicidade e facilidade?

Saber expressar-se presencial e publicamente é essencial na vida ativa e pode representar uma oportunidade para desenvolver competências de comunicação, liderança e confiança a nível pessoal e profissional. Trata-se de um fator diferenciador capaz de o ajudar a percecionar melhor as reações daqueles que o rodeiam, a conseguir ser mais eficaz na forma como gere e motiva equipas ou a alcançar melhores oportunidades de carreira.

Neste artigo, apresentamos algumas sugestões para que perca o medo de se expressar em público, de acordo com o autor brasileiro Reinaldo Polito, autor do livro “Como Falar Corretamente e Sem Inibições”:

 

 

  • Receba o medo de braços abertos

Se tem receio de falar, seja honesto consigo próprio. Aceite a situação e pense que vai fazer o melhor possível para expressar-se e simultaneamente respeitar o ouvinte.

 

  • Depois de aceitar o medo, aprenda a lidar com ele

O ideal é preparar-se e conhecer o assunto em profundidade, de forma a sentir-se mais seguro e confiante. Crie uma linha de pensamento pela qual guiar-se e pratique em voz alta para testar o desconhecido e explorar os seus pontos fortes (uma boa voz? capacidade de contar boas histórias?…).

 

  • Coloque as “cábulas” de lado e seja genuíno

Para Reinaldo Polito, “A pessoa deve explorar a sua naturalidade”. Assim, aprenda algumas técnicas de respiração e/ou meditação e faça desaparecer o nervosismo para conseguir libertar a sua personalidade no discurso.

 

  • Aprenda a ganhar tempo

Quando estamos prestes a falar em público, é comum sofrermos uma descarga de adrenalina. Para conseguir ficar mais calmo antes de falar, utilize esse momento a seu favor: “faça tempo” e ajuste o microfone, organize folhas ou cumprimente outros oradores que possam estar presentes.

 

  • Cative a atenção do público

Como afirma o autor, “não existe público desinteressado, apenas um orador desinteressado”. Por esse motivo, aposte no volume e tom de voz adequados ao ambiente em que se insere e garanta um ritmo cadente ao longo do discurso. Trabalhe também a pronúncia das palavras, a pertinência da mensagem para o público-alvo, a postura física e a linguagem não-verbal.

 

  • Nunca se queixe

Não mencione que tem voz rouca ou que está doente, pois desta forma está a chamar à atenção para um defeito ou problema. Além disso, evite pedir desculpas por não conhecer bem o assunto… Porque isso é sinónimo de que não deveria estar no local.

 

  • Construa a sua autoconfiança

Falar publicamente não é só uma questão de talento, mas de autoconfiança. Concentre-se em coisas positivas e nos seus pontos fortes, para que estes se expandam.

 

Aprender a gerir o medo e ansiedade é confiar que está a preparar-se para que, no final, tudo corra da melhor forma possível. Transforme os obstáculos em momentos de aprendizagem: torne o medo de falar em público numa lição.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Técnicas de apresentação

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe