Lançar pontes

Por o 18 Julho 2019

Ser tolerante é talvez a característica individual que mais aprecio e à qual dou cada vez mais valor. O mundo vive em desequilíbrios permanentes qual trapezista numa corda fina, alta e sem redes de segurança. Os grandes desequilíbrios reduzem-se à falta de compreensão, empatia e amor nas relações individuais, institucionais, entre povos, culturas e religiões.
 

 
A falta de tolerância tem provocado ao longo dos séculos as batalhas mais sangrentas, os atos de maior crueldade e um ataque ao valor da vida, do homem e da sua envolvente.
 

No mundo empresarial, a importância de sermos empáticos e nos colocarmos nos pés dos outros para o desenvolvimento de relações, dos negócios, é sem sombra de dúvida uma variável diferencial.

 
Quem não tiver esta capacidade de empatizar, provavelmente não vai conseguir estabelecer a relação correta e frutífera com a outra parte. E quando se fala em empatia, fala-se em tolerância e na capacidade de aceitar e tolerar as diferenças nos outros.
 

  • Ser tolerante é ter a capacidade de estar presente e ouvinte mesmo quando a forma ou o conteúdo é diferente do nosso, de aceitar que a forma e o caminho para chegar a um mesmo resultado possa ser construído a partir de formatos que a nós nunca nos passariam pela cabeça. Ser tolerante é respeitar formas de estar e ser, culturais e/ou religiosas e coabitar de forma mansa e pacífica com elas.

 

As empresas são um reflexo da tolerância das sociedades, mas também estas, devem ser motores e alavancas de tolerância para a sociedade.

 
É dever das empresas, ajudar a lançar pontes de convergência e entendimento através dos seus negócios que se traduzirão em pontes de entendimento e tolerância nas economias.

Das sociedades lançar-se-ão pontes para o mundo anulando potenciais conflitos, potenciando convergências em matérias de interesse mundial, evitando destruir este planeta que deveremos amar sem medida!
 
Ser tolerante é lançar pontes e ser o garante da sua existência. Sem caminhos nunca encontraremos Soluções.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Gerar e Incrementar relações de confiança

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe