Verão, tempo de Mindfulness em PLENO

Por o 20 Agosto 2019

O verão, mesmo não estando muito soalheiro, continua a ser a época em que esperamos os reencontros com os emigrantes, com os familiares e amigos. É tempo de férias, de convívios, de mais almoçaradas e de mais uns copos, e é altura de deixarmos cair as defesas e reunir mais energia!

É ainda tempo de viajar mais, aculturar mais, conhecer e expandir aquilo que somos. Ninguém fica indiferente às férias – que além de merecidas são uma excelente oportunidade de realizar tudo o que deixamos pendente para esta altura: ler aquele livro, visitar aquela pessoa, aproveitar a praia e não fazer nada… Não fazer nada também é espetacular! 

 

 

Dizem as novas tendências que a técnica de se concentrar em não pensar e não fazer nada, esvaziando os pensamentos, é essencial para o bom funcionamento do nosso cérebro.

 

Pequenas pausas diárias para simplesmente não fazer nada, relaxar, meditar ou simplesmente hibernar, são balões de oxigénio para a nossa cabeça turbulenta e vítima do pensamento acelerado.

 

Segundo o autor Augusto Cury, intoxicamo-nos com tantos estímulos externos que nos invadem a cada instante, que acabamos por induzir a síndrome de pensamento acelerado. Televisão, rádio, computador, telemóvel, redes sociais, assombram o nosso descanso mental, deixando pouco espaço vazio para nos reencontramos e preencher a nossa vida com o real propósito.

É importante criar espaços só nossos, com o silêncio suficiente para nos concentrarmos nos nossos objetivos pessoais e comprometer-nos com eles, de forma a podermos realmente sermos nós e vivermos a vida na sua plenitude. Não nos queremos arrepender de nada, queremos viver tudo aquilo a que temos direito, com prazer e a máxima felicidade.

 

Há outra forma de dar mais intensidade e sabor aos nossos dias: Mindfulness!

 

Trata-se de um estado de mental de controlo e concentração sobre o que está a realizar a cada momento presente. Aqui e agora, passam a ser o único foco da nossa atenção, sem julgamentos nem distrações. Atenção plena e ampliação da nossa consciência, combatem o stress de forma muito eficaz, prevenindo o burnout e trazendo-nos qualidade de vida, aumentando a nossa criatividade e produtividade.

  • Constatam-se inúmeros benefícios com a prática do Mindfulness, entre os quais destaco: desenvolver o nosso autocontrolo, aumentar o contacto pessoal, aumentar a capacidade de concentração, apreciar e contemplar o belo das mais pequenas coisas ao nosso redor, gozar mais a vida, ter mais entusiasmo e energia, criar mais empatia, compaixão com os que nos rodeiam, desfrutar do tempo amplificando-o, gerir melhor o stress e a pressão e dar mais intensidade a cada momento, garantindo maior e melhor felicidade.
 

Como passar à prática?

 

Ter coragem e querer. Para iniciar, devemos criar um despertador no telemóvel, ou na agenda, para nos obrigarmos à prática do Mindfulness, pelo menos 3 vezes ao dia. Pode ser enquanto comemos, conduzimos, lavamos os dentes, ou outros.

Desligar o piloto automático que normalmente conduz tudo de forma mecânica e impensada, para PARAR! Aquietar a mente, aceitar e deixar de julgar. Apreciar o momento presente, as cores, os sabores, os cheiros, os sons, a luminosidade, as texturas, a consistência, o conteúdo, a energia, as sensações e as emoções associadas ao presente.

  • Qualidades e atitudes do Mindfulness: a aceitação, a empatia, a compaixão, o não julgamento, a paciência, a resiliência, a curiosidade, a confiança, a facilidade do não esforço e o encantamento.
 

Aceita este desfio neste verão? E de hoje em diante?

Votos de um excelente e merecido descanso para todos os que estão, estiveram ou estarão de férias!

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Gestão do stresse

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe